Sábado, 25 de Junho de 2022
81 98903-1552
Esportes Zaga Timbu

Com terceira pior defesa da Série B, Náutico só não foi vazado em um jogo desde a 11ª rodada

Última vez que o Timbu não sofreu gol foi na 20ª rodada, contra o CSA, quando ganhou por 1 a 0

30/10/2021 11h03
60
Por: Redação Fonte: Esportes DP
Foto: Paulo Paiva/DP Foto)
Foto: Paulo Paiva/DP Foto)

Antes um dos pontos fortes do Náutico, com consistência e qualidade técnica, a defesa se tornou a dor de cabeça do clube na busca pelo acesso à Série A. Desde a 11ª rodada só não foi vazado apenas uma vez, na vitória sobre o CSA. No período, foram 34 gols sofridos em 18 jogos e, em 11 deles, sofreu mais de um tento.

Para se ter uma ideia da queda de rendimento do sistema defensivo, o Timbu iniciou o campeonato tomando apenas quatro gols em 10 jogos. O time saiu da liderança para o nono lugar, no momento, após passar por duas sequências de cinco derrotas consecutivas, o que gerou troca de treinadores, com a chegada de Marcelo Chamusca e a volta de Hélio dos Anjos, em seguida.

No momento, os alvirrubros possuem a terceira pior defesa da competição, com 42 gols sofridos. Os pernambucanos ainda podem ostentar a penúltima posição nessa estatística ao final da 32ª rodada, já que o Confiança, que tem o mesmo número de tentos tomados, entra em campo na noite deste sábado, contra o Londrina, na Arena Batistão, em Aracaju. O último lugar do quesito fica com o Brusque, que foi vazado 46 vezes.

Além do alto número de gols levados, o Náutico vem sofrendo para conseguir abrir o placar nos jogos. Mesmo tendo ganhado três das últimas cinco partidas, a equipe levou o primeiro gol nos últimos oito confrontos. A última vez em que esteve à frente do placar antes do adversário foi no dia 18 de setembro, diante do Botafogo, pela 24ª rodada. Na ocasião, o time sofreu a virada e foi derrotado por 3 a 1.

De lá para cá, foram quatro derrotas, três vitórias e um empate. O Timbu sofreu 17 gols e marcou 14. Até nos resultados positivos, os alvirrubros tiveram problemas para correr atrás e conseguir os três pontos, testando o psicológico do time. A má fase chegou aliada aos erros de passes e espaços deixados na defesa. Vários gols tomados nasceram de falhas individuais, que comprometeram a equipe.

O estopim da crise do sistema defensivo foi na última quinta-feira, diante do Brasil de Pelotas, lanterna da Série B. O time gaúcho marcou três gols pela primeira vez no campeonato, além de conquistar apenas sua quarta vitória. O resultado deixou o sonho do acesso praticamente impossível para os alvirrubros. O clube precisa vencer os seis confrontos que tem pela frente e torcer para os times do G4 não continuarem somando muitos pontos.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias